Endereço

Av. Raul Soares, 121, 1º Andar, Centro - Aimorés/MG

Como uma contabilidade em Aimorés pode traçar o seu perfil de liderança – Parte 2

Na segunda parte da série de textos, conheça outros tipos de liderança que a contabilidade em Aimorés pode auxiliar a traçar

Como promessa é dívida, chegamos com o segundo texto dos artigos que irão falar sobre a série de perfis de lideranças em uma empresa e como esses perfis podem ser traçados através de serviços de contabilidade em Aimorés. Você, como líder de uma empresa, precisa estar focado em qual perfil de liderança se encaixa melhor à sua equipe de trabalho, sua empresa e o mercado, além de saber o que precisa ser mudado, o que pode agregar à sua empresa, passando diretamente pela sua postura, ou pela mudança dela. Confira, então, a segunda parte da série de artigos sobre o tema liderança e saiba como a contabilidade em Aimorés pode ser uma mão na roda nessa sua busca pela postura perfeita como líder.

Marca-passo

O perfil do líder marca-passo é o fascínio por números, metas, objetivos etc. Tende a ser empenhado, porém, centralizador, o que é totalmente prejudicial no senso de equipe. Num âmbito geral, o líder marcador de passo tende a cobrar o mesmo empenho de todos os seus liderados, sem entender o perfil de cada um.

Outro ponto que o líder marca-passo tem que ficar atento é a sua saúde, física e mental, já que tudo em excesso faz mal, e isso não é diferente quando falamos sobre trabalho.

O papel da contabilidade em Aimorés é fazer todo o mapeamento do líder, equipe, produto ou serviço comercializado, além do contexto do mercado, clientes, concorrência, posturas, demonstrando ao líder acertos e erros, além de um posicionamento médio para que ele não entre em excesso e consiga motivar a equipe dentro de um universo que não gere conflitos.

Paternal

O líder paternal preza sempre por um relacionamento familiar entre os seus liderados, para isso a sua referência geralmente é carinhosa, conselheira e agregadora. Contudo, o ônus dessa postura de liderança é a produtividade, já que a tendência de um líder paternal é se preocupar muito mais com o fator humano do que com os números da empresa, muito porque ele não sabe cobrar e tem medo de passar uma impressão negativa, quando passa da sua postura natural de busca por aplicação.

Muitas vezes, a postura do líder paternal é vista como louvável, mas no mundo corporativo, independentemente de algo ser moralmente positivo, o resultado é o que move. Se de um lado, a postura do líder com perfil mais de paizão pode agregar a sua equipe trabalhando para si, por outro a sua postura mais liberal pode deixar alguns liderados relaxados.

Cabe, então, a contabilidade em Aimorés, ao identificar essa postura, bem como a forma em que a empresa, liderados e mercado tem respondido, trabalhar uma postura agregadora, mas sem esquecer da postura, a esse líder.

Professor

A princípio, é comum termos uma percepção de semelhança entre o líder professor e o líder de postura mais paternal. E qualquer semelhança não é mera coincidência, já que ambos procuram estar sempre atentos em agregar à equipe, o que é bastante louvável. Contudo, as semelhanças param por aí, pois a forma na qual o professor agrega a sua equipe é diferente do paizão.

Enquanto o líder paternal é mais coração, o professor é um cara mais técnico e que detém do conhecimento ao seu favor. A sua postura pode motivar a sua equipe, estando bem alinhada, dentro de uma gestão profissional. Mas ele, também, precisará entender que nem tudo é treinamento e capacitação, o que é fundamental, mas não 100% do trabalho.

O autoconhecimento é fundamental na hora de se trabalhar a gestão de equipe por meio de um líder professor, cabendo assim a contabilidade em Aimorés traçar a medida entre o líder professor e o paizão.