Endereço

Av. Raul Soares, 121, 1º Andar, Centro - Aimorés/MG

Investimento inicial: guarde dinheiro e abra a sua empresa [na cidade]

Saiba qual é o valor necessário do investimento inicial para iniciar a sua empresa

No momento de abertura da empresa a tendência é que o empreendedor passe por muitos estresses se não tiver um planejamento financeiro. A tendência é que ele fique perdido com o seu investimento inicial, que muito diz sobre os primeiros rumos que serão tomados pelo seu negócio.

O setor contábil da empresa, por meio da parceira com uma instituição especializada, pode ajudar muito nesse momento, não só na forma de uma assessoria financeira, mapeando através de pesquisas e estudos práticos sobre o seu negócio, quanto e aonde é melhor você investir inicialmente, como na parte burocrática de abertura de CNPJ etc.

Então, acompanhe neste post os conhecimentos necessários para aplicar o investimento inicial na sua empresa.

  • Break Even

Primeiramente, o empresário precisa ter noção de que é o break even, antes mesmo do exemplo prático.
Inicialmente é claro que toda a abertura de negócio gerará custos elevados e que o lucro não surgirá do dia pra noite, mas o empreendedor pode ter uma perspectiva de quando sairá do zero ou até do negativo e começará o seu processo de ganho, e é para isso que serve o break even, uma análise muito próxima do real para saber quando a empresa começará a lucrar.

Vamos para um exemplo prático: a empresa X, em seu primeiro mês de trabalho, possui um determinado valor de custos fixos, aqueles que certamente sempre a empresa terá, como aluguel, custo com fornecedores etc. Mas além desses custos fixos, a empresa também possui custos que varia de acordo com o mês ou com um período específico, como manutenção de equipamentos, compra de um material específico necessário etc. A soma do custo fixo e do custo variável dará o custo total da empresa naquele mês.

Mas nem só de prejuízo vive a empresa, que fornecerá determinado produto ou serviço e para isso terá que estipular um preço – que é baseado nos custos e no lucro, mas vamos analisar tudo isso de forma mais geral e ampla. A multiplicação do preço no qual foi vendido e do número de vendas dará o valor total da receita daquela empresa, logo, o que entrou.

Se com os cálculos acima sabemos o que entrou e o que saiu da empresa em um determinado mês, resta saber o valor final desse lucro, que cabe subtrair o custo total da receita total.

Quanto mais realistas foram os números fornecidos pela empresa e levantados pelo setor contábil, mais próximo da realidade vai ficar o break even e melhor o empresário saberá o momento em que a sua empresa começará a lucrar.

  • Aspectos Financeiros

É muito importante que ao abrir uma empresa , o empreendedor fique atento a muitos detalhes que podem, muitas das vezes, embargar o seu negócio de início, seja por meio de burocracias ou por serem imprevistos literais nos quais o empreendedor, despreparado, não terá caixa para resolvê-lo. O setor contábil sempre está atento a essas responsabilidades fiscais e pode muito bem servir como uma forma de assessoria para que você não se enrole no processo de triagem dos seus documentos.

1. Infraestrutura

Não é apenas o espaço físico que comanda a sua estrutura, mas tudo aquilo que será trabalhado em sua empresa. No caso de empresas físicas, preocupação com a instalação de maquinários, segurança do local e dos produtos etc, são muito importantes. No caso de empresas onlines, a preocupação vai além do espaço físico, já que muitos trabalham home office, mas na questão da infraestrutura de entrega do produto/serviço ao cliente.

2. Formalização da empresa

Aí entra o papel de uma boa empresa de contabilidade atrás do seu negócio. Você colocando esse setor na mão de uma empresa especializada neste tipo de serviço diminuirá muito o seu estresse, pois eles analisarão o seu investimento inicial e lhe enquadrarão em um modelo de empresa conveniente para a sua função e sua realidade financeira, fazendo com que você sofra o mínimo possível com impostos.

Além da abertura do CNPJ, as empresas precisam ter ciência de determinadas etapas (principalmente em empresas de sedes fixas). Existe o processo de capital social, no qual o empreendimento para e aberto de forma regular, precisará pagar taxas para Junta Comercial, elaborar contrato social (sob tutela de um advogado), obter alvará da vigilância sanitária e corpo de bombeiros, enfim. Um processo que, por cima, fará com que o empreendedor, ao abrir o seu negócio, desembolse na casa R$1.000,00.

3. Mãos à obra

Seu negócio oficialmente regularizado, é a hora de começar a colocá-lo em prática, sendo assim,é importante que o empreendedor tenha noção do custo de produção dos seus produtos, além dos custos administrativos da empresa. Nessa hora, também, é importante reservar, no mínimo, 5% do valor estipulado para auxílio em um possível imprevisto ou situação inesperada, a máxima do capital de giro que precisa estar bem definido no papel desde o princípio como parte do investimento inicial.

Além disso, analise concorrência e fornecedores para ter uma ideia da sua margem de lucro, essa pesquisa de mercado chama-se benchmarking e analisa todo o mercado ao seu redor, como parceiros, concorrências e meio de mercado, tanto atualmente quanto historicamente.

Também sempre tenha noção do seu fluxo de caixa e procure ficar sempre a par de sua situação financeira. Para isso, é extremamente necessário que quem faça todas as projeções e cálculos seja a contabilidade, mas você precisa estar ao lado do setor contábil da sua empresa para que juntos o empreendedor tenha os prognósticos e realize as estratégias de ascensão do seu negócio. No princípio, essa noção é muito difícil de se ter pela empresa possuir mais saídas do que entradas, mas um bom escritório contábil fara projeções de vendas, compromissos e créditos para que sempre se tenha tal estimativa.

4. Plano de Marketing

Muitas vezes tratado como desnecessário, o marketing é fundamental para qualquer negócio, principalmente aos que iniciam. Sua marca precisa chegar ao conhecimento do seu público-alvo, por isso que o marketing precisa estar dentro do seu investimento inicial. Além do mais, as práticas de publicidade no meio virtual barateou muito os custos de marketing e dinamizou muito a estrutura entre empresa .

O cálculo do investimento inicial, as projeções e margem de lucro, a entrada em processos burocráticos são fatores que qualquer empreendedor não consegue fugir para abrir a sua empresa, entretanto, pode se despreocupar muito menos do que o normal. Para isso, um escritório contábil é muito importante para a sua empresa , pois ele acompanhará os processos de envolvimento jurídico, planejamento financeiros e projeções para que ao invés de fadar ao insucesso, o negócio sobreviva ao início e alavanque a partir de então.